ETEx

Software de apoio à tomada de decisão para
escolha de Estação de Tratamento de Esgoto (ETEx)



Apresentação

 
Uma solução para a preservação das águas é o investimento em saneamento e no tratamento do esgoto sanitário, que é realizado por meio de Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs). Todavia, a escolha de uma estação de tratamento de esgoto para um município deverá satisfazer, pelo menos, dois critérios: o de menor custo e o de eficiência adequada para atendimento à legislação.
 
Em muitos casos, devido à falta de uma avaliação de cenários com diferentes alternativas, esta decisão contempla poucos critérios, o que poderá fazer com que a escolha da estação não seja a mais economica e ambientalmente adequada. Para estes casos, um modelo de tomada de decisão poderia servir como um auxílio aos gestores, uma vez que permitiria uma comparação preliminar entre diversos tipos de arranjos possíveis de serem implementados.
 
Neste sentido, foi desenvolvido um modelo baseado em técnicas de tomada de decisão para auxiliar na escolha da estação de tratamento de esgoto mais econômica e ambientalmente adequada para um município (OLIVEIRA, 2004). Este modelo elabora o dimensionamento de seis tipos diferentes de estações de tratamento, além de seus respectivos custos de implantação, operação e manutenção.
 
Para validar e avaliar a aplicabilidade do modelo desenvolvido, foram coletados 61 projetos de estações de tratamento de esgoto e foram realizadas entrevistas em órgãos relacionados a saneamento no Brasil, bem como com tomadores de decisão e especialistas em saneamento, a fim de coletar os dados necessários para aplicação de testes com o modelo.
 
Tendo como base as análises realizadas, o modelo foi considerado adequado para proporcionar uma visão global no planejamento dos investimentos, bem como para estudos de concepções de estações de tratamento, o que poderá auxiliar os tomadores de decisão na escolha das estações de tratamento, levando em consideração os critérios econômicos, sociais e ambientais da sustentabilidade (LEONETI, 2009).
 
Com a divulgação on-line de um software baseado na última versão do modelo ETEx, esperamos proporcionar aos responsáveis pelo saneamento dos municípios brasileiros uma ferramenta para auxiliar em sua decisão sobre a ETE a ser implantada em seu município, tornando-a mais econômica, social e ambientalmente adequada, visando ao desenvolvimento sustentável.
 

Instruções

 
Preencha os seus dados de identificação, os dados de entrada do modelo ETEx e clique em "Comparar alternativas de ETEs". Após clicar no botão, serão apresentadas as seis alternativas de sistemas mais usuais no Brasil.
 

Dados de identificação e dados de entrada do modelo ETEx


  Dados de identificação (caso já tenha cadastro clique aqui)

  Nome
  Formação
  Profissão
  Instituição
  Município
  Estado
  Email
  Senha (a senha deverá conter, pelo menos, quatro caracteres)

  Dados do projeto (dados de entrada do modelo ETEx)

  Município
  Estado
  Projeção do número habitantes (população atendida em 20 anos)
  Vazão média (vazão afluente média, em m³/d)
  Vazão máxima (vazão afluente máxima, em m³/d)
  DBO média do afluente (DBO média afluente, em mg/L)
  Temperatura média do mês mais frio (temp. média no mês mais frio, em °C)

  Permito utilizar os dados de projeto para estudos futuros
(ao marcar esta opção, você autoriza os autores à utilizarem os dados aqui preenchidos para futuros testes com o modelo ETEx, os quais poderão
tornar possível o seu aprimoramento; também permite que os autores utilizem o email indicado para, eventualmente, solicitar a avaliação do software)




Autores e contatos para mais informações


Sonia Valle Walter Borges de Oliveira
Arquiteta FAU/USP
Departamento de Administração da Faculdade de Economia,
Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

soniavw@fearp.usp.br

Marcio Mattos Borges de Oliveira
Engenheiro mecânico ITA
Departamento de Administração da Faculdade de Economia,
Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

mmattos@usp.br

Alexandre Bevilacqua Leoneti
Matemático FFCLRP/USP
Departamento de Administração da Faculdade de Economia,
Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

ableoneti@usp.br

 

Referências

OLIVEIRA, S.V.W.B. Modelo para tomada de decisão na escolha de sistema de tratamento de esgoto sanitário. 2004. 293 f. Tese (Doutorado em Administração). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

LEONETI, A. B. Avaliação de modelo de tomada de decisão para escolha de sistema de tratamento de esgoto sanitário. 2009. 154f. Dissertação (Mestrado em Administração de Organizações). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.


VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgoto. v.1, 3. ed. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental – Universidade Federal de Minas Gerais, 2006.

Apoio